O nosso mundo chegou ao fim?, Oskar&Gaspar




  • Local: Palácio Nacional de Sintra

Num cenário mágico e irreal, a experiência digital que se pretende proporcionar ao público assenta numa visão artística do instável equilíbrio dos sistemas vitais que suportam a biodiversidade no planeta. 

“O nosso mundo chegou ao fim?” - é esta a frase repetidamente visualizada num fluxo interminável de informação distópica marcada pela pop-culture e que mostra apocalipses, colisões planetárias e catástrofes naturais de grande escala. Esta afirmação encontrou também eco nos geólogos – na chamada era do Antropoceno, em que os sistemas naturais da Terra passaram a ser impulsionados pelas atividades humanas. Esta é também a era em que os fenómenos meteorológicos, o degelo polar, os incêndios florestais ou o aquecimento global, atingem extremos de destruição inéditos na história recente. Vivemos presentemente a sexta extinção em massa. Encontramo-nos, assim, perante a desagregação irreversível dos processos naturais de autorregulação ambiental, em que a vida perde vertiginosamente a capacidade para assegurar as dinâmicas da sua continuidade. A partir da premissa otimista de que precisamos de visões alternativas para o futuro, visitamos as imagens subjetivas, flutuantes e instáveis da arte visionária da OSKAR&GASPAR através dos mapeamentos vídeo que nos capacitam para resgatar a esperança.

tunel_absrv_00053

Sobre OSKAR&GASPAR


Oskar & Gaspar são irmãos gémeos. Vestem-se de igual e, às vezes, fazem-se passar um pelo outro. São tímidos e não gostam de mostrar a cara. Cultivam o anonimato e querem, acima de tudo, ver o seu trabalho reconhecido. Nasceram em Portugal, mas cresceram em Singapura, onde tiveram o primeiro contacto com as artes visuais. Desde cedo sentiram-se fascinados pelo vídeo e multimédia, começando a desenvolver a arte do vjing, área onde exploraram ao máximo a criatividade e onde tiveram bastante sucesso. Daí ao vídeo mapping foi um pulo.