michelangelos-moses-with-autographAcesso Cultura

A Luz é a possibilidade de olhar para lá do visível - o visível é a iluminação - o invisível é ir além desta iluminação imediata. Alguém que não veja a olho nu pode aperceber-se da luz, ou melhor, da iluminação?  Citando Evgen Bavcar (fotógrafo cego e professor de Filosofia de Estética no Centro Nacional de Pesquisa Científica - CNRS, Paris): "Uma vez perguntaram-me: ‘Achas que podemos mostrar a um cego de nascença o que é uma sombra?’ Eu respondi: ‘Sim, é muito simples. A sombra de uma pirâmide é um triângulo e a sombra de um globo é um círculo, ou seja, um cego de nascença é capaz de imaginar e mesmo tocar, em geometria".

O Aura Festival cria Atmosferas de Luz em plena paisagem cultural da vila de Sintra. Convidamo-vos para um percurso entre a Volta do Duche e a Quinta da Regaleira, em que apresentamos dez instalações artísticas multimédia e audiovisuais na rua, à noite. Um festival que só é possível realizar aqui devido à obscuridade da vila, à qualidade da noite. 

Nesta 5ª edição, teremos pela primeira vez uma visita com audiodescrição*, de forma a não excluir as pessoas com deficiência visual. Será no dia 2 de agosto e terá inicio às 21H00 na recepção do festival (Welcome Centre - junto ao Largo Virgílio Horta, Volta do Duche). Esta iniciativa é realizada em colaboração com Acesso Cultura.

A visita é gratuita, mas é necessária marcação.

Contato para inscrição e informações: info@aurafestival.pt

Tel. 967 354 817

* Uma faixa narrativa adicional para os cegos e pessoas com deficiência visual em geral, consumidores de meios de comunicação visual, onde se incluem a televisão, o cinema, o teatro, a dança, a ópera e as artes visuais. Consiste num narrador que fala durante a apresentação, descrevendo o que está a acontecer (e que não é percetível através da audição) durante as pausas naturais do áudio e, por vezes, durante diálogos, quando considerado necessário.